Archive for the ‘Movies’ Category

Não dá para usar Windows XP no EEE PC

Thursday, November 6th, 2008

Há algum tempo eu disse que tinha desistido do Linux no EEE PC por causa de problemas de desempenho e compatibilidade, e havia passado pro Windows XP. Muita gente disse que eu estava fazendo besteira e uns poucos acharam que se era uma decisão bem ponderada tudo bem.

Meus problemas com segurança foram tantos que acabei de desistir da idéia e agora dou razão aos críticos. Realmente o Windows XP não é um sistema operacional sério. :-(

Ontem a Cyntia me disse que o “antivírus” estava dando uma mensagem estranha. Como eu não tinha instalado antivírus nenhum, vi na hora que era algum vírus, trojan, worm ou algo do tipo. Aparecia no Firefox 3.1b1.

Eu achei estranho - nunca usamos Internet Explorer, e nunca fazemos coisa alguma que possa causar risco (não saímos por aí clicando em links de spam). Minha rede é fechadinha, com firewall no roteador e no próprio Windows. Nos últimos dez anos eu nunca tive um problema de segurança de software (nesses últimos dez anos usamos Linux em casa). Eu coloquei o XP no EEE PC há poucos meses, porque a compatibilidade com o hardware era melhor, e eu queria uns joguinhos (World of Goo rocks!).

Fui rodar o AVG (antivírus gratuito) e o Spybot Search & Destroy e me assustei com o que detectaram: como disse no subject, 42 vírus, 17 spywares e não tenho certeza de que encontraram todos.

Puta que pariu, eu sabia que o XP era uma vergonha em termos de segurança, mas fui dar uma de elitista, arrogante e sectário que acha que pegar vírus e trojan é coisa de n00b sem noção e me fodi. A segurança do XP é tão ruim que não há educação de usuário que resolva (ao contrário do que eu costumava dizer).

Depois dessa eu não tenho mais coragem de acessar GMail (Internet Banking nem se fala) com meu EEE. Fodam-se os probleminhas de compatibilidade e usabilidade, estou voltando pro Linux. Não sei ainda se Ubuntu, Mandriva 2009 (que disseram estar funcionando bem no EEE), ou o que vai ser, mas com XP não dá pra ficar.

Encantada

Monday, March 24th, 2008

Encantada (2007)

Comédia-família divertidíssima, contando a história de uma princesa da Disney que acaba parando no “mundo real”. A mulherada adora o Patrick Dempsey (o McDreamy de Grey’s Anatomy), mas pra ele vai ser sempre o nerd mané de Can’t Buy Me Love (1987) (”Namorada de Aluguel” no Brasil).:-) Um monte de referências, bons momentos, pensei que estivesse assistindo a Shrek - o que é um PUTA elogio.

Slither

Monday, March 24th, 2008

Slither (2006)

A história desse é engraçada. Brincando na Amazon eu descobri a impagável tag disgusting, de produtos nojentos e/ou moralmente reprováveis (tem de fantasia infantil de cafetão a manual de criação de galos de briga).

Lá no meio aparecia Slither (2006), lançado no Brasil como “Vermes Rastejantes”. Fui conferir porque achei que fosse da mesma mente criminosa responsável pelo divertidíssimo Shaun of the Dead (2004) (”Todo Mundo Quase Morto” no Brasil), mas na verdade foi escrito e dirigido por James Gunn, roteirista de Dawn of the Dead (2004).  É terror-invasão-alienígena-na-cidadezinha-do-meio-oeste-americano, clássico. Nojento que chega (lembrei-me do Fome Animal (1992), primeiro filme “famoso” do Peter Jackson, de O Senhor dos Anéis).

John Rambo

Monday, March 24th, 2008

John Rambo

Por incrível que pareça, é bom :-). O Stallone seguiu a mesma receita que usou no Rocky Balboa: é uma volta às origens. O Rocky depois de velho volta a fazer a única coisa que sabe fazer bem: lutar boxe. O Rambo depois de velho volta a fazer a única coisa que sabe fazer bem: matar gente. O Stallone depois de velho volta a fazer a única coisa que sabe fazer bem: fazer filme do Rocky e do Rambo. :-)

Não tem mais a mesma graça de quando assistíamos nos 1980s, mas até a nostalgia é bem explorada no filme - e a computação gráfica fez desse o Rambo mais violento de todos, não faltam membros e cabeças voando decepadas por tiros de .50, minas terrestres e por tiros de sniper.

O sniper, aliás, é o queridinho do filme: o nome de guerra é School Boy (ele é chamado assim porque quando era moleque foi com um rifle pra escola - ecos de Columbine High, claro) e segundo a doce-e-sempre-bela Cyntia o sujeito não usa um rifle de “precisão”, é na verdade um rifle de “necessidade” mesmo :-D. É que ao invés do tradicional M40 (que é uma versão mexida do classicão Remington 700) School Boy usa um ignorante M82 Barret, calibre .50, que literalmente rasga soldados em dois.